E o Natal na Alemanha, como será?

A Alemanha é a terra do Tannenbaum, o Pinheirinho de Natal, criado por volta do século VIII.

Por lá a celebração começa cedo, no dia 05 de dezembro, com a visita de São Nicolau, chamado de Santa Klaus. Segundo a lenda, o santo visita as casas e dá maçãs, nozes e doces às crianças que se comportaram bem, as mau comportadas são castigadas por seu ajudante Knecht Ruprecht, o Bicho-Papão, um sujeito barbudo, vestido com um manto marrom ou preto.

As Christkindlesmarkt (Feiras de Natal) são muito comuns em todo o período natalino, nelas as pessoas compram enfeites e comem salsichas assadas, tortinhas e doces, sempre acompanhados de ponche ou glühwein, um tipo de quentão de vinho.

A ceia também é feita na véspera de Natal, mas é bem rápida e simples, sem missa ou troca de presentes, apenas uma reunião de amigos e família. O cardápio varia um pouco, enquanto na Baviera, norte da Alemanha, come-se salsichas brancas, salada de batata e carpa, no sul o prato principal é o ganso.

Em ambas as ceias encontram-se cremes doces, castanhas assadas, biscoitos decorados feitos de mel e canela, que são sucesso entre as crianças e o christstollen, que é o pão de Natal alemão, muito semelhante ao panettone, porém com massa de trigo mais densa, pouco fermentada, recheado com frutas secas e passas e coberto com açúcar de confeiteiro.

Após a ceia, as crianças se unem para cantar Noite Feliz (Stille Nacht, heilige Nacht) até o momento em que um sino colocado atrás da porta da sala toca, anunciando que é hora de abrir os presentes, que estão debaixo da árvore.

Na noite do dia 31 de dezembro os alemães celebram a Festa de São Silvestre nas ruas, comendo, bebendo e fazendo previsões para o futuro. A meia-noite soltam-se fogos, que segundo a tradição afugentam os maus espíritos.

A origem da Árvore de Natal

Há milênios as árvores são associadas a divindades pagãs. Para os povos germânicos que deram origem ao povo alemão, o carvalho era a árvore sagrada que representava o deus Odin.

Às vésperas do solstício de inverno, em 21 de dezembro, esses povos costumavam cortar carvalhos ou pinheiros para levarem às suas casas e enfeitarem, principalmente com frutas, como uma forma de oferenda a Odin. Embaixo delas eram colocados presentes pra as crianças.

Por volta do século XVIII, após tentar acabar com a crença nas árvores, São Bonifácio, um monge beneditino, acabou agregando a crença ao cristianismo, apenas modificando seu significado. Ele associou o formato triangular dos pinheiros a Santíssima Trindade, e suas folhas perenes à eternidade de Jesus. Desde então o uso da árvore de Natal se espalhou pela Europa, América do Norte e finalmente pela do Sul.

Receita de Christstollen

Ingredientes

• 1 kg de farinha
• 100 g de fermento biológico
• ½ litro de leite morno
• 100 g de açúcar
• 350 g de manteiga
• 50 g de banha
• 1 colher (chá) de sal
• 2 gemas
• 1 colher (chá) de açúcar baunilha
• Raspas de 1 limão
• 1 colher (sobremesa) de rum
• 4 gotas de aroma de amêndoa
• 1 colher (sobremesa) de canela, noz moscada e cravo moído misturado
• 100g de amêndoas descascadas e picadas
• 150g de frutas cristalizadas
• 250g de uvas passa brancas e pretas sem semente embebidas em 1 cálice de rum
• 150g de manteiga para passar o pão durante os últimos 10 minutos de forno e depois de assado
• 150g de açúcar de confeiteiro para polvilhar

Modo de Preparo

1. Coloque em uma tigela 250g de farinha, reserve o restante para adicionar quando necessário;
2. Esfarele o fermento e junte 1 colher (sopa) de açúcar e ½ xícara (chá) de leite. Misture um pouco e deixe crescer por 15 minutos;
3. Agora junte os ingredientes restantes, exceto as amêndoas, as frutas cristalizadas e as uvas passas;
4. Misture bem e bata a massa com uma colher de pau até que ela forme bolhas;
5. Deixe descansar por 2 horas em um lugar aquecido coberto com um pano de prato;
6. Agora acrescente as frutas cristalizadas, as amêndoas e as uvas passas passadas rapidamente em farinha de trigo (assim elas ficam no meio do pão e não vão para o fundo);
7. Forme dois pães e os coloque em um tabuleiro untado e polvilhado com farinha;
8. Deixe descansar mais uma hora;
9. O pão deve dobrar o tamanho;
10. Asse os pães em forno pré-aquecido, aproximadamente 200° C, durante 1 hora;
11. Faltando 10 minutos para terminar de assar, passe manteiga com um pincel sobre o pão e polvilhe com metade do açúcar de confeiteiro;
12. Retire do forno e deixe esfriar;
13. Depois de frio, polvilhe com o restante do açúcar de confeiteiro.

Frohe Weihnachten! (Feliz Natal!)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *