Curiosidades sobre o Natal na Itália

Muito da cultura italiana lembra a brasileira, e não poderia ser diferente na comemoração do Natal.

Sendo um país de maioria católica apostólica romana, o significado religioso é fortemente ressaltado. As ruas são decoradas com luzes e enfeites, as casas decoradas com árvores de Natal e presépios.

Na véspera, dia 24 de dezembro, após ceiar os italianos passam o tempo jogando cartas ou conversando até a meia-noite, quando trocam os presentes. Depois vão a Missa do Galo, ou missas em igrejas menores.

O presépio para o italiano é o enfeite mais importante, principalmente para os moradores do sul do país, pois relembra os tempos de São Francisco, que era da cidade italiana de Assis. O maior presépio italiano, construído pelo arquiteto Arnolfo di Cambio, fica na Basílica de Santa Maria Maggiore, em Roma.

A ceia italiana varia através das regiões, mas geralmente envolve diferentes formas de preparação de cabrito e peru, panettone e/ou pandoro, e torrone.

Assim como no Brasil, as festividades se encerram dia 06 de janeiro, mas por lá o Dia de Reis é chamado de Epifania.

Santa Lucia, Babbo Natale e a Befana

Na Itália, as crianças ganham muitos presentes na época do Natal. Às vésperas de 13 de dezembro, dia de Santa Lucia, elas deixam cartas com pedidos no parapeito das janelas e no dia 13 ganham os presentes trazidos pela Santa, se uma carta demorar muito a “ser levada” é sinal de que a criança foi malcriada durante o ano.

Próximo ao Natal, assim como no Brasil, as crianças escrevem nova cartinha, dessa vez ao Babbo Natale, o Papai Noel. Aqui, o condicionamento às boas ou más atitudes fica por conta de ganhar ou não o que se pediu.

Em 05 de janeiro, as que se comportaram bem ao longo do ano ganham balas e chocolates deixados pela Befana (bruxa) nas meias penduradas sobre a lareira. Para as crianças levadas a bruxa dá pedaços de carvão.

Segundo a lenda, a Befana seria uma senhora que negou hospedagem aos Reis Magos quando esses estavam a caminho de Belém para levar presentes ao Menino Jesus. Após se arrepender por não ajudá-los, e não podendo mais hospedá-los, ela passou a distribuir doces às crianças como forma de remissão da culpa.

Panettone x Pandoro

Nosso velho conhecido, o panettone, já foi bem diferente, até os anos 1800 era um pão de massa pouco fermentada, bem firme, baixo, e nada aerado, geralmente recheado com uvas passas e outras frutas secas.

Já o pandoro é mais um bolo que um pão propriamente dito. Feito com uma massa à base de trigo e baunilha, ele não tem recheio, mas tem cobertura de açúcar de confeiteiro e formato de montanha em gomos. A origem do nome do pão veneziano vem do fato de se dizer às crianças que quem come um pedaço vai com os anjos para o Céu.

Receita de Pandoro (para dois bolos)

Ingredientes

• 610 g de farinha
• 250 g de manteiga
• 175 g de açúcar
• 30 g de fermento biológico
• 8 ovos
• 1 limão
• 1 litro de natas frescas
• Gotas de essência de baunilha
• 50 g de açúcar de confeiteiro

Modo de Preparo

1. Peneire 75 g de farinha para uma tigela;
2. Junte 10 g de açúcar, o fermento dissolvido e uma gema;
3. Amasse bem com 2 colheres de água morna;
4. Cubra com um pano e deixar levedar por 2 horas num local protegido;
5. Junte 160 g de farinha peneirada, 25 g de manteiga amolecida, 90 g de açúcar e 3 gemas. Amasse bem, cobrir com um pano e deixar levedar 2 horas;
6. Junte o resto da farinha, 40 g de manteiga, 75 g de açúcar, 1 ovo inteiro e 3 gemas;
7. Amasse muito bem e durante muito tempo. Deixe levedar, sempre num local protegido e coberto com um pano, durante 2 horas;
8. Trabalhe a massa para lhe retirar o ar e juntar o resto da manteiga amolecida, as natas, a casca ralada do limão e a baunilha;
9. Amasse até obter uma massa macia;
10. Divida a massa em duas bolas iguais e colocá-las em duas formas altas barradas com manteiga;
11. Deixe levedar num local morno até que a massa chegue ao bordo das formas;
12. Pré-aqueça o forno a 190 graus;
13. Coloque os bolos no forno;
14. Depois de 20 minutos, baixe a temperatura do forno para 160 graus;
15. Deixe cozinhar os bolos mais por mais 20 minutos;
16. Deixe esfriar, polvilhe com o açúcar em pó e serva.

Buon Natale a tutti! (Feliz Natal a todos!)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *