Panetone de Natal – História e Curiosidades

A história do Panetone

Uma das melhores coisas do natal é poder deliciar um belo Panetone. Aquele bolinho que pode ser de frutas cristalizadas ou então até mesmo com chocolate, aí então se torna o Choccotone. Mas, quando estamos entretidos com tanto sabor ás vezes nos ocorre como será que surgiu este verdadeiro símbolo do natal.

Vamos descobrir qual a origem de uma das maiores delicias natalinas e depois para encerrar podemos comer um pedacinho de Panetone, que tal? Segundo fontes históricas o Panetone é resultado de uma linda história de amor, não poderia ser melhor.

De acordo com estas fintes um rapaz que morava em Milão no século XV estava muito apaixonado pela filha de um padeiro local, o problema é que o pai da moça não estava muito feliz com essa romance. O rapaz sabia que teria que impressionar o sogro para conseguir finalmente ficar com o seu grande amor.

Sabendo disso ele se disfarçou de ajudante de padeiro e vai trabalhar na Padaria do Toni, o pai da moça. Para que seu sogro o aceite ele cria um delicioso pão doce e atribui esta deliciosa criação a Toni. Não poderia haver jeito melhor de amolecer o coração do sogro.

Este pão doce tornou-se um grande sucesso e a sua forma, dizem, é uma homenagem as cúpulas das Igrejas da época, esperto o rapaz já estava pensando no casamento. O pão passou a ser a grande estrela da Padaria do Toni e quem chegava lá para comprar pedia por “o pão de Toni”, não é preciso dizer que depois de algum tempo o nome foi se modificando e tornou-se o Panetone, mas, na essência ainda é o pão de Toni.

Uma história realmente muito bonita, porém, não temos como saber se é verdadeira. Na duvida por que não acreditar, uma receita que está presente num momento tão bonito e mágico nas nossas vidas, como o natal, tem que ter uma origem de amor. No decorrer do tempo esta antiga receita foi sendo melhorada e aperfeiçoada, desta forma temos um Panetone bem mais gostoso que o do século XV.

As matérias-primas foram sendo aperfeiçoadas e até mesmo a preparação tornou-se mais eficiente. Mas, também devemos destacar que os italianos além de criarem o Panetone também começaram com a tradição de comê-lo nas festas natalinas. Foi um costume que começou com o povo de Milão e rapidamente se estendeu para as cidades do sul do lindo país da bota.

Atualmente, o Panetone tornou-se muito mais sofisticado que o pão de Toni comprado numa simples padaria. Para quem deseja ter essa delicia a mesa da ceia de natal deve-se destacar que pode encontrar alguns exemplares por preços baixos, mas, a grande maioria custa um preço um tanto quanto alto.

Na realidade o que mudou tanto do século XV para cá foi a forma de apresentar o produto, ou seja, nos dias de hoje compramos Panetones em latas, caixas, com motivos de artistas famosos, lindas ilustrações natalinas ou até mesmo Panetones de personagens infantis. Claro que a receita foi aprimorada, mas, o que conta muito nesses casos é também a embalagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *